O Impecável
"Um homem que dorme tem em círculo à sua volta o fio das horas, a ordem dos anos e dos mundos. Consulta-os instintivamente ao acordar, e neles lê num segundo o ponto da terra que ocupa, o tempo que decorreu até ao seu despertar; mas as respectivas linhas podem misturar-se, quebrar-se." Marcel Proust, Em Busca do Tempo Perdido



Os Impecáveis









Blogues obrigatórios

A arte da fuga
Adufe
Almocreve das Petas
Blasfémias
Bloguitica
Casa dos Comuns
Causa Nossa
Cum grano salis
Grande Loja do Queijo Limiano
Impostos?
Irreflexões
Muito à frente
O Acidental
O Insurgente
O Jansenista
Peço a Palavra
República Digital
Tabacaria
Tugir
Uma Campanha Alegre


Leituras recentes

Inquérito literário II
Inquérito Literário
Eleição Papal
Mercado
Bento XVI
Waterloo
Dinner is ready
A contratação colectiva em revisão
Primeira Homilia de João Paulo II, no início do po...
João Paulo II



Arquivos

09/01/2004 - 10/01/2004
10/01/2004 - 11/01/2004
11/01/2004 - 12/01/2004
12/01/2004 - 01/01/2005
01/01/2005 - 02/01/2005
02/01/2005 - 03/01/2005
03/01/2005 - 04/01/2005
04/01/2005 - 05/01/2005
05/01/2005 - 06/01/2005
06/01/2005 - 07/01/2005
07/01/2005 - 08/01/2005
08/01/2005 - 09/01/2005
09/01/2005 - 10/01/2005
10/01/2005 - 11/01/2005
11/01/2005 - 12/01/2005
01/01/2006 - 02/01/2006
03/01/2006 - 04/01/2006
04/01/2006 - 05/01/2006
10/01/2006 - 11/01/2006
11/01/2006 - 12/01/2006
02/01/2007 - 03/01/2007


Contacto



Technorati search


Site Meter

on-line

|


segunda-feira, abril 25, 2005

Inquérito Literário III


“Descalçando a bota que o Jansenista me calçou”, cá vai:

1 - Não podendo sair do Fahrenheit 451, que livro quererias ser?
O Fio da Navalha, de W. Somerset Maugham: experiências escapistas, perambulações por cafés, os trilhos da filosofia ou da teologia; alternativamente, muito pelo título, em escolha óbvia et secundum naturam, pois então, Sobre a vida feliz, de nuestro hermano Séneca.

2 - Já alguma vez ficaste apanhado por um personagem de ficção?
A BD tem destas coisas: para lá de Corto Maltese (ne bis in idem?), o Tintin, que, além de amigo do seu amigo, percorre, nas suas muitas viagens, gerações diversas. Fora dos quadradinhos, por razões parcialmente idênticas, Sidarta (Hermann Hesse).

3 - Qual foi o último livro que compraste?
O Século, de Alain Badiou, e (mea culpa, mea culpa…) Reflexões Sobre a Vaidade dos Homens (na edição da INCM, com um bónus: a Carta da Fortuna), de Matias Aires.

4 - Qual o último que leste?
Contos Completos, Vol. I – Histórias Recontadas, de Nathaniel Hawthorne, e Marcel Proust – A Life, de Jean-Yves Tadié. Portanto, já disponíveis para empréstimo.

5 - Que livros estás a ler?
Sufragando, em parte, a “teoria das canas de pesca” (Tiago dixit), os registos são muito acessíveis e contrastantes: A Misteriosa Chama da Rainha Loana, de Umberto Eco, entrecortado pel` A Rolha Bordalo: Política e Imprensa na Obra Humorística, do nosso Rafael Bordalo Pinheiro. Há fases assim (…).

6 - Que 5 livros levarias para uma ilha deserta?
Face à contigentação, não levaria livros que já li; escolhendo livros ainda não lidos, é duvidoso que sejam esses que, em condições “normais”, adopte como “primeiras escolhas”. Neste pressuposto:
(i) Reflexões Sobre a Vaidade dos Homens e Carta da Fortuna, de Matias Aires (último comprado; investimento ainda não amortizado),
(ii) toda a Enciclopédia Einaudi (para o tempo sobejante),
(iii) Correspondence between Schiller and Goethe: From 1794 to 1805, Friedrich Schiller (folheado; já o tive nas mãos, todavia…),
(iv) Eu Hei-de Amar uma Pedra, de A. Lobo Antunes (oferta de Natal, que parece fitar-me da estante),
(v) estando numa ilha deserta (adeus alteridade?), o clássico de P. Maine Biran, Influence de L`Habitude Sur La Faculté de Penser.

7- A que 3 pessoas vais passar este testemunho?
À Francisca, ao Ego e ao Alter-Ego.

PS – Tendo aproveitado a “ponte” (também a D. Luís), acabo de regressar à base.

* Revisto

JZM | segunda-feira, abril 25, 2005 |

A ler

Patrick Gaumer, Le Larousse de la bande dessinée



Correspondence Between Stalin, Roosevelt, Truman, Churchill and Attlee During World War II



Dietrich Schwanitz, Die Geschichte Europas



Dietrich Schwanitz, Bildung - Alles war man wissen muss



Niall Ferguson, Virtual History: Alternatives and Counterfactuals



Niall Ferguson, The House of Rothschild: Money's Prophets 1798-1848



Niall Ferguson, House of Rothschild: The World's Banker, 1849-1998



Joe Sacco, Safe Area Goradze



Joe Sacco, Palestine



Hugo Pratt, La Maison Dorée de Samarkand



John Kenneth Galbraith, The Affluent Society (Penguin Business)



Mary S. Lovell, The Sisters - The Saga of the Mitford Family (aconselhado pelo Jansenista)



Charlotte Mosley, The letters os Nancy Mitford and Evelyn Waugh (aconselhado pelo Jansenista)



Ron Chernow, Alexander Hamilton



Henry Fielding, Diário de uma viagem a Lisboa



AAVV, Budget Theory in the Public Sector



JOHN GRAY, Heresies: Against Progress and Other Illusions



CATHERINE JINKS, O Inquisidor, Bertrand, 2004



ANNE APPLEBAUM, Gulag: A History of the Soviet Camps, Penguin Books Ltd, 2004



António Castro Henriques, A conquista do Algarve, de 1189 a 1249. O Segundo Reino



Philip K. Dick, À espera do ano passado



Richard K. Armey e Dick Armey, The Flat Tax: A Citizen's Guide to the Facts on What It Will Do for You, Your Country, and Your Pocketbook



Jagdish N. Bhagwati, In Defense of Globalization, Oxford



Winston Churchill, My Early Life, Eland




A ver

Eraserhead (um filme de David Lynch - 1977)


Eraserhead (1977) Posted by Hello

Nos meus lábios, JACQUES AUDIARD, 2001



A Tua Mãe Também, ALFONSO CUARON, 2002



Pickup on South Street, SAMUEL FULLER



The Bostonians, JAMES IVORY (real.)



In the Mood for Love, KAR WAI WONG, 2001



Powered by Blogger